Elis V. Resende – escritora infantil

Hoje quero apresentar a vocês essa criança escritora, baiana, muito criativa. E com apenas 9 anos escreveu um livro de aventuras para o público infantojuvenil. O nome do livro é Lis e sua Turma em: As aventuras mágicas – uma missão com a fada Jullie.

Acompanhe no instagram @elis.v.ressende – 2021

Vem viver essa aventura. Você irá se encantar. Para adquirir o livro entre em contato conosco, pois foi uma obra totalmente independente.

Se você faz parte de alguma editora… olhe e invista em mim…hahaha…Beijos.” Elis

Coisas que pode fazer quando está passeando em Salvador

Viajar para o nordeste do Brasil é sempre uma maravilha em qualquer época do ano. Principalmente se você gosta de fotografia e natureza. Na Bahia, como em qualquer outra parte do nordeste, o litoral é belíssimo, mas em Salvador sua viagem pode se tornar uma grande experiência de vida.

Porque Salvador exala cultura, tradição e arte, também há muita história, pois foi na Bahia que os portugueses desembarcaram pela primeira vez em 1500. Também a primeira missa foi realizada, a primeira capital do Brasil, temos a primeira faculdade, então muita história envolvida.

Está no circuito turístico comum: visitar o Pelourinho, Centro Histórico de Salvador, Elevador Lacerda, fazer compras no Mercado Modelo ou tomar um sorvete na orla da Ribeira, que é um bairro na Cidade Baixa, já falei sobre esses passeios aqui.

Agora nesse vídeo vou te mostrar três experiências diferentes do circuito tradicional, é um vídeo do meu canal no Youtube. Se inscreve lá: clica aqui.

Veja o vídeo: são 3 coisas imperdíveis em Salvador Bahia:

Me contem o que mais gostam de fazer em Salvador Bahia?

Estátua de Jorge Amado em Salvador Bahia

Um ponto turístico da capital baiana é a estátua do escritor brasileiro e baiano Jorge Amado que está representado ao lado de sua esposa Zélia Gatai.

A estátua encontra-se em um banco na praça do famoso Acarajé da Dinha no bairro mais boêmio de Salvador, que é o Rio Vermelho.

É no Rio Vermelho também que acontece a festa de Yemanjá no dia 02 de fevereiro de cada ano.

Estátua de Jorge Amado em Salvador

Jorge Amado é um dos escritores brasileiros mais traduzidos no mundo, suas obras foram adaptadas para cinema, teatro e televisão. Um total de 49 obras. Então, com um currículo desse, merecia realmente uma estátua em Salvador, concorda? Sua casa também virou um Museu que pode ser visitado, e, o Rio Vermelho era o bairro aonde moravam.

Quando estiver em Salvador não poderá perder esse passeio, pois neste local poderá ver um lindo pôr do sol na praia do Rio Vermelho bem enfrente à estátua.

Dia de Santa Bárbara – 04 de dezembro

A padroeira dos Bombeiros é Santa Bárbara, santa católica, cuja festa comemora-se no dia 04 de dezembro. Devido ao sincretismo religioso entre católicos e adeptos do candomblé, essa Santa recebe o nome de Iansã, orixá dos raios e trovões, e tem representação feminina.

Em Salvador e no Brasil, a festa é muito bonita, pois além da celebração da missa em homenagem à Santa Bárbara, há uma procissão, onde a cor vermelha é predominante nas roupas e acessórios dos fiéis e devotos, além de existir investimento público na decoração que enfeitam as ruas também na mesma tonalidade.

Vermelho predominante. Foto: Alda Resende (@vivenciasforall)

Em Salvador, a festa de Santa Bárbara, ocorre no centro histórico da cidade baiana, iniciando na Igreja do Rosário dos Pretos no Pelourinho. Há celebração religiosa católica, juntamente com os adeptos do Candomblé que também comparecem, e torna-se uma linda manifestação cultural de sincretismo religioso, com respeito mutuo e grande tolerância, fato que ocorre em todas as festas da Bahia.

Ótimo momento para acompanhar e conhecer um pouco da cultura popular afro baiana. Devido a isso, é um dia em que muitos fotógrafos realizam seus registros fotográficos.

Em 2019, compareci a esse evento e realizei algumas fotografias como essa acima e que podem acompanhar no meu Instagram @vivenciasforall.

Espero que gostem.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS

Em 2015 chefes de diversos países, assinaram documento comprometendo-se a cumprir e implementar os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável – ODS das nações. São 17 objetivos e 169 metas, com o princípio maior de erradicação da pobreza e, com isso, garantir paz e prosperidade mundial. As nações reúnem-se periodicamente há alguns anos, sendo as reuniões mais famosas, a Conferência de Estocolmo (1972) e a Rio92 (1992), e, em conjunto observam que a sobrevivência do nosso planeta, depende, necessariamente, de um esforço unificado a fim de preservar o meio ambiente. Então, a cada reunião global, estabelecem-se metas prioritárias para alcançar o objetivo maior de ter um Desenvolvimento Sustentável.

No ano 2000 estabeleceram documento se comprometendo aos chamados OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO, naquela época eram 8 (oito) objetivos, que compunham a Agenda 21, conforme site da ONU, foi uma experiência bem sucedida, pois houve esforço e acompanhamento das metas preestabelecidas.

Após nova reunião na sede das Nações Unidas em Nova York, em 2015 estabeleceram os OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – ODS, conforme vemos na figura abaixo. No site da ONU – AGÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS, clique aqui, poderá ver detalhadamente os objetivos ODS e as 169 metas que compõe esse pacto e fazer parte da agenda 2030.

OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ONU VIVENCIASFORALL sustentável sustentabilidade
OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – Agenda 2030. Fonte: ONU, 2015.

Diversos estudiosos ressaltam a importância de um comprometimento global, além de uma mudança no estilo de vida de consumo a fim de garantir menos impacto ao meio ambiente. Vários recursos naturais não são renováveis e com o esgotamento a vida poderá ficar inviável no planeta. E a água que é um recurso renovável, mas necessita de atenção pois se for contaminada, se tornará imprópria para a vida.

Sen (2007) afirma que o desenvolvimento perpassa o crescimento econômico e apenas considerar a renda per capita é um erro porque garantir as liberdades individuais deve ser mais importante para que o desenvolvimento ocorra de forma satisfatória. O objetivo principal do desenvolvimento não deve ser a maximização da renda e da riqueza, mas considerar a melhoria da qualidade de vida que levará à expansão das liberdades, para o professor indiano Amartya Sen o desenvolvimento deve ser visto sob o ponto de vista dos atores sociais e para além das questões econômicas.

Há a relação direta entre práticas de consumo e responsabilidade ambiental, por isso é necessário que as organizações, empresas e indivíduos comprometam-se cotidianamente a viver em prol de ações sustentáveis.

A relação entre consumo e política pode ser observada ao prestarmos atenção nas novas ideologias, discursos e movimentos sociais que propõem, como solução para o enfrentamento de problemas sociais e ambientais, práticas de consumo responsável, consciente, ético ou sustentável (PORTILHO, 2011).

Os ODS, Agenda 2030, tem um propósito maior centrado na pessoa, e é difícil falar em desenvolvimento econômico e sustentável sem preocupar-se com a erradicação da pobreza e uma melhor distribuição de renda, porque o impacto de falta de saneamento básico, por exemplo, sobre o meio ambiente pode ser determinante em alguns países para a grande contaminação de água potável.

As instituições públicas e privadas são grandes consumidoras e geradoras de lixo, por isso, necessitam implementar práticas na rotina administrativa para que diminuam o impacto ambiental de suas atividades. É importante que Prefeituras e órgãos municipais e estaduais comecem a implantar práticas para atingir as metas do desenvolvimento sustentável à luz dos ODS determinados pela ONU, pois irá garantir melhor qualidade de vida, aumento no Índice de Desenvolvimento Humano – IDH da população e, consequentemente, atrair mais recursos que permitirão o desenvolvimento econômico, o PIB municipal.

O Estado da Bahia possui iniciativas nessa área de sustentabilidade, porém ainda há uma lacuna a ser preenchida na rotina administrativa dos municípios baianos e em suas prefeituras a fim de atender à demanda do Desenvolvimento Sustentável, fato que com as atitudes de gestão eficientes, claramente definidas em metas institucionais, poderão ser significativas para a mudança positiva do Município situado na Bahia.

Essas metas, em prol de uma administração sustentável, podem ser determinantes para uma mudança organizacional nas Prefeituras Baianas, também torna-se necessária a política de conscientização de todos os envolvidos, sejam: servidores públicos municipais, prestadores de serviços e comunidade munícipe em geral.

Texto elaborado por mim, possuo Mestrado em Administração, caso deseje complementar ou aprofundar no assunto segue abaixo referências utilizadas no texto, e o link para consulta ao site da ONU.

REFERÊNCIAS

JESUS, ARPBJ. Mudança organizacional na Administração Pública federal… Dissertação de Mestrado em Administração, Bahia , UNIFACs, 2011.

PORTILHO, F.; CASTAÑEDA, M.; CASTRO, I.R.R.N. de. A alimentação no contexto contemporâneo: consumo, ação política e sustentabilidade. Ciências e Saúde Coletiva, 16(1): 99-106. 2011.

ONU. Organização das Nações Unidas. https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/ acesso em setembro/ 2019.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. Editora Companhia das Letras. São Paulo, 2007.